Compartilhe no Google+ e Twitter

15 de fev de 2012

Amorelindo. Você não me conhece. Mas esse cara sou eu

Meu nome é Amorelindo. Você não me conhece. Mas esse cara sou eu.

Amorelindo blogueiro 


Faz tempo que eu escrevo artigos sem nexo e sem sentido. Antes não sabia o que fazer com eles. Agora eu tenho o blog Conta Outra Piada para mostrar minhas idiotices.

Tenho certeza de que você nunca ouviu falar de mim nem leu nada sobre mim. Mas, se não é a primeira vez que vem ao blog Conta Outra Piada, já deve ter visto uma postagem escrita no final bem assim: Postagem de Amorelindo para o blog Conta Outra Piada.

Pois bem, pois bem, esse cara sou eu.

Nada que ver com a música de Roberto Carlos, embora eu goste muito desse cantor. Eh, cantor arretado que não fica fora das paradas de sucesso nunca! Jamais. Quer saber de uma coisa, vou postar o vídeo do famoso e talentoso cantor Roberto Carlos, cantando a música “Esse cara sou eu” neste post para deixar ele assim bem mais atraente. Assim, caso você não goste de mim, talvez goste da música “Esse Cara sou Eu”, de Roberto Carlos.

Se bem que... Pode ser que você não goste de Roberto Carlos. Afinal, ele é o rei, mas nem todo mundo gosta do rei. Se gostasse...

Contudo, no caso de você não gostar de Roberto Carlos nem da música “Esse Cara sou Eu”. De um ou de outro. Ou dos dois juntos. Nem de mim... Aí fica difícil, não? E eu te pergunto: "o que posso fazer para te agradar?".  Que tipo de artigos você gosta, para rir, para se divertir, menos de artigos pornográficos, porque desses eu acho uma pura besteira ficar espiando. Sem falar que vicia e a pessoa fica com a mente embaralhada.

Mas, vamos enfim dizer quem sou eu.

Meu nome é Amorelindo. Eu nasci num dia muito lindo, porque lindo é sempre o dia que a gente nasce. Por isso, que bom seria que a gente nascesse todos os dias. Assim todos os dias ficariam bonitos.

Pois bem, pois bem, fui rejeitado pelo meu pai, adolescente na época. Minha mãe era adolescente também. E do amor pecaminoso deles eu nasci. Meu pai era novinho demais para assumir a paternidade. E minha mãe era muito nova para ser mãe. Assim, fui adotado pelos meus avôs. E aprendi a encarar minha mãe como minha irmã mais velha. 

Afinal, quem mandava em mim de verdade eram meu avô e minha avó. A educação deles foi porreta. E os ensinamentos severos eu mantenho até hoje. É por isso que repudio conteúdo pornográfico. Não vale a pena gastar a vida nesse tipo de mídia. Porque tem muitas coisas mais bonitas e interessantes para eu ver.

Pois bem, pois bem, quanto a mim, só que aconteceu de, no dia de registrar meu nome, meu avô foi ao cartório e conversou com o cara que escrevi nomes dos recém-nascidos no livro de registro.

Meu avô contava ao moço a história do meu nascimento. Desse modo, quando ele perguntou “qual é o nome da criança” e meu avô não ouviu direito. Ele disse depois que entendeu que o cara perguntou “qual era a origem da criança”. Não sei se meu avô inventou isso para justificar seu erro ou disse isso mesmo.

Então meu avô disse meio suspirando: “Amor é lindo”. Os jovens entram nele sem saber o que fazer e fazem sempre o mais embaraçoso.

Mas daí, enquanto meu avô continuava contando a história do meu nascimento pro moço, ele perguntou:

- Qual o sobrenome da criança.

E meu avô respondeu:

- Nogueira de Alencar.

E meu avô continuou contando histórias pro moço. Decerto ele já estava até cansado de ouvir.

Porém, depois de lavrado, disse ao meu avô:

- Pronto, sr. Antônio. O menino já está registrado.

O sr. Antônio, meu avô, se admirou:

- Mas co-co-como?

Sim. Meu avô levou meu nome escrito num papel. Queria mostrar ao moço do cartório para que a certidão de nascimento saísse com o nome igualzinho ao que estava escrito no papel.

Portanto, meu avô ficou zangado quando ouviu o atendente do cartório dizer:

- Foi o nome que o senhor disse: Amorelindo Nogueira de Alencar.

Discutiram algum tempo. Mas por fim meu avô admitiu que o nome mostrava realmente aquele ato inesperado que aconteceu entre minha jovem mãe e meu jovem pai: “O Amor é lindo”.

Cresci longe da escola, porque minha família não tinha recursos para eu estudar. Mas aprendi a ler de tanto ver jornais e revistas. Aprendi a ler de tão teimoso que sou também. 

Amorelindo ficou. Amorelindo assim eu sou. Meu nome é Amorelindo. 


Gostou? Odiou? Mas cuidado pra não machucar. 



Postagem de Amorelindo para o blog Conta Outra Piada


Agradecemos-lhe por receber os: Feeds do Conta Outra Piada por e-mail.

Por favor, dê ao blog seu voto de confiança ao Conta Outra. Curta a: Página de Fãs do blog Conta Outra Piada no Facebook.

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe no Google+ e Twitter

Design e Ilustração por: ChucK Templates