Compartilhe no Google+ e Twitter

1 de set de 2013

História da mulher que foi ao banco sacar dinheiro



História da mulher que foi ao banco para sacar dinheiro.

A mulher que foi ao banco sacar dinheiro 


Esta história é fictícia.

Narrativa de um caso supostamente acontecido num lugar qualquer. 

O objetivo desta história é só divertir você. Esperamos alcançar assim nosso objetivo, que é, como sempre, divertir nossos leitores de todas as idades, com histórias engraçadas e sem conteúdo que banaliza pessoas.

Positar é um verbo, despositar é outro

               Aconteceu num banco. A cidade, um lugar qualquer. O tempo, não sei. Só sei é que, um dia, Dona Francolina entra na agência e, depois de cumprimentar a todos, pega a senha e aguarda sua vez.
               Ao ser chamada e permanecer calada, o caixa lhe pergunta:
               - Deseja alguma coisa, minha senhora?
               - Claro que desejo! Senão, estou aqui por quê?
               - Sim, mas o que a senhora quer?
               - Eu quero despositar meu dinheiro.
               - Muito bem. – Ele pegou uma guia de depósito e a entregou para ela. – A senhora preenche esta guia e entrega o dinheiro para mim.
               Dona Francolina ficou brava.
               - Por que tá me dando isso, seu moço? – gritou, quase esfregando o papel na cara dele, que se esquivou depressa.
               - Me diz! – Continuou Dona Francolina.
               - Pra senhora fazer o depósito. A senhora não disse que quer depositar?
               - Tem cabimento?! Tá querendo roubar meu dinheiro, rapaz? Tá pensando que’u sou analfabeta, é? Não sou analfabeta, não senhor, ouviu? Seu!
               - Eu, minha senhora? Imagine... (riso forçado) Não estou aqui pra fazer julgamento de ninguém. Muito menos pra roubar os clientes.
               - Pois parece! Tá tentando me enganar pra ficar com meu dinheiro? Vou falar com o gerente! Cadê o gerente?!
               Nem precisou chamar. O gerente já estava ao seu lado.
               - Pois não, minha senhora, o que se sucede?
               - Se sucede que vim na sua agência pra despositar meu dinheiro e esse homem tá tentando me passar pra trás!
               - Tentando te passar pra trás, não, senhora! Veja lá como fala!  – retrucou o caixa, irritado. – A senhora é que tá criando confusão!
               - Calma, calma – apaziguou o gerente. Nessas alturas, a inevitável rodinha já se formara em volta, dos curiosos de plantão.
               - Primeiro, a senhora me explique direitinho o que aconteceu.  Depois, veremos como solucionar o problema.
               - Se o sinhô quer saber, eu vou lhe explicar. Dias atrás eu vim aqui pra positar, abri uma conta e positei o dinheiro que recebi da venda duma casa que eu tinha. Viu, seu moço? E vocês positaram! Hoje tô precisando de dinheiro pra comprar uns troços e vim aqui pra despositar. Entendeu agora? Eu vim aqui hoje pra des-po-si-tar o que eu já po-si-tei – soletrou, mão apontando o passado, como se pretendesse explicar melhor. 
               - O sinhô tá me entendendo, seu moço?  Agora esse aí – aponta o caixa, com raiva – vem me dizer pra positar de novo! Eu já preenchi esta ficha dias atrás! Vem pedir pra preencher de novo?!
               Agora era o gerente quem quase recebia a guia de depósito no rosto. Se não se esquivasse depressa...
               - E o meu dinheiro, o que eu já positei dias atrás, não conta? – continuou Dona Francolina. - Tenho de positar mais, por quê? Só podem tar querendo me roubar!
               - Então é isso? – entendeu por fim o gerente. - A senhora fez um depósito e agora quer fazer um saque?
               - Sei lá que linguagem o sinhô usa, dotô.  Eu só entendo a minha. E a minha é: Eu positei. Agora quero despositar. Se num dia eu ponho, noutro eu desponho.
               - Ah, sim – explicou o gerente -, o caixa entendeu que ao invés de sacar a senhora queria depositar.
               - Mas o senhor não vê que idiotice? Como pode trabalhar aqui um sujeito tão tapado assim!
               Risos.
               Depois ela completou:

               - Positar é um verbo. Eu posito. Você posita. Despositar é outro. 

Postagem de Amorelindo para o blog Conta Outra Piada.

Talvez você esteja interessado em ler mais contos do blog Conta Outra Piada.

Nós te agradecemos por aceitar receber os: Feeds do Conta Outra Piada por e-mail.

 Por favor, considere curtir a: Página de Fãs do blog Conta Outra Piada no Facebook. Muito obrigado!

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe no Google+ e Twitter

Design e Ilustração por: ChucK Templates