Compartilhe no Google+ e Twitter

10 de set de 2014

Coxipó da Ponte rio que ficou na lembrança

Coxipó da Ponte

coxipo-ponte-rio-cuiaba-conta-outra-piada

O Coxipó da Ponte de hoje em dia não sei como está. 

Não sei como vivem seus habitantes: se alegres, felizes ou tristes e cheios de problemas. 

Porém, sei como era o bairro de Coxipó da Ponte de priscas eras. 

Isto é, de quando eu era ainda um menino e não sabia o que ia fazer da vida, quando crescesse. 

Quanto a isso, confesso que até hoje ainda não sei.

Entretanto, o que atraía todos os nós, os moradores da capital do Estado de Mato Grosso, Cuiabá, era o riozinho que ficava na divisa do bairro chamado por nós de Coxipó da Ponte.

O rio Coxipó da Ponte tinha a água tão cristalina que a gente conseguia ver os peixinhos nadando na correnteza. 

Então, entrávamos nesse rio e ficávamos tomando banho, geralmente durante a tarde inteira, enquanto nossas mães lavavam roupa.

A água ia descendo rio abaixo (água desce rio acima? Claro que não! Trata-se, portanto, de uma graúda redundância), e nós descíamos também, aproveitando a força da correnteza. 

Em alguns lugares conseguíamos êxito, porque conseguíamos driblar a força da água. 

Mas em alguns lugares estratégicos devíamos tomar muito cuidado, porque a força da água era tanta, capaz de carregar uma criança.

A parte do rio que gostávamos de ir era logo adiante da ponte. Ali, a correnteza era sempre presente e podíamos brincar tranquilos enquanto nossas mães trabalhavam.

Hoje em dia o rio Coxipó da Ponte não deve existir nem sequer na memória de seus moradores, porque com certeza nasceram muito depois de o rio ter-se transformado em canal fétido de esgoto. 

Aliás, é a prática que podemos notar em todos os nossos rios: eles estão se transformando, muito rapidamente, em canais de esgotos fedidorentos.

Com o passar do tempo não teremos mais rios. 

Teremos apenas as lembranças dos rios que vemos hoje, assim como eu tenho a lembrança do antigo rio Coxipó da Ponte.

Ah, rio Coxipó da Ponte! Como eu sinto saudades de você. 

Sobre mim

José Guimarães e Silva é autor do livro Companheiro de Viagem, escrito para contar a história de dois aventureiros malucos, que empreendem uma viagem mais ou menos maluca através do rústico sertão mato-grossense.
 
Siga o blog Conta Outra Piada no Twitter
Curta a página de fãs do blog Conta Outra Piada no Facebook
Receba posts do blog Conta Outra Piada em seu e-mail










0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe no Google+ e Twitter

Design e Ilustração por: ChucK Templates